Qualidade de Vida

Sintomas do estresse: descubra quais são e saiba como tratá-los

homes estressado
Escrito por Rodrigo Fávaro

Embora seja uma condição natural do nosso organismo, o estresse pode ser danoso para a saúde quando constante e intenso. Sintomas característicos podem aparecer indicando que algo está errado com o corpo, levando o indivíduo a um estado de tensão psicológica e física.

No post de hoje você conhecerá mais sobre essa condição e aprenderá quais são os principais sintomas do estresse. Aqui você também verá como a ajuda especializada pode contribuir no tratamento do problema. Confira!

O que é o estresse

O estresse caracteriza um estado fisiológico do nosso organismo que se manifesta quando passamos por uma situação de atenção e pressão física ou emocional. Nesse momento, várias substâncias entram em atividade — como a adrenalina e o cortisol —, de modo a ficarmos preparados para uma possível reação de “luta ou fuga”.

Causas e consequências

O estado de estresse é uma condição natural que nos auxilia momentaneamente na realização de tarefas que exigem atitudes rápidas, precisas e intensas. O problema surge quando o estresse torna-se recorrente e o organismo não consegue retornar ao seu estado natural de relaxamento.

Isso pode ser provocado por vários fatores, como dificuldades financeiras, problemas de relacionamento, saúde debilitada, uso de medicamentos e qualquer estímulo externo que influencie o mental e o emocional de um indivíduo — considerando sua personalidade e o momento pelo qual ele está passando.

Quando não tratado, o estresse pode causar sérias consequências para o corpo, como esgotamento intenso e descontrole emocional. Em casos mais graves, pode inclusive gerar o desenvolvimento de doenças como síndrome do pânico, problemas hormonais e distúrbios psicológicos ou gastrointestinais.

Sintomas do estresse

1. Insônia

Um dos principais sintomas do estresse é a insônia, condição em que uma pessoa não consegue ter sono ou não consegue atingir os níveis mais profundos de dormência em seu descanso.

A insônia pelo estresse ocorre por conta da adrenalina em alta concentração no sangue, substância que nos deixa em estado de alerta e impede total ou parcialmente a sonolência.

2. Cansaço constante

O estresse faz com que gastemos mais energia do que devemos diariamente. Afinal, além de usarmos nossa reserva energética para as atividades rotineiras, gastamos nossas forças quando estamos em constante estado de tensão.

Esse cansaço é como um esgotamento característico que não cessa pelo descanso ou pela alimentação reforçada. Trata-se de um desgaste físico e mental.

3. Tensão muscular e dores no corpo

Quando estamos estressados alguns músculos ficam rígidos e tensos, como os do pescoço e os das costas, caracterizando aquela sensação de “peso” — muitas vezes combinada a episódios de dor intensa.

Dores de cabeça e enxaquecas também são muito comuns entre indivíduos que estão estressados e podem perdurar por muitos dias.

4. Alergias na pele

A ação de algumas substâncias que causam o estado do estresse podem, quando ativas por muito tempo na corrente sanguínea, gerar certas condições alérgicas no nosso organismo.

Entre as reações alérgicas mais comuns, as irritações na pele merecem destaque, desenvolvendo enfermidades como psicodermatose, caspa, dermatites e psoríase.

5. Baixa imunidade

Indivíduos constantemente estressados estão mais suscetíveis ao desenvolvimento de doenças infectocontagiosas, justamente porque o sistema imunológico fica mais debilitado em situações como essa.

Importância do acompanhamento especializado

O estresse é um problema que deve ser diagnosticado a partir de uma avaliação especializada, levando em conta o conjunto de sintomas apresentados e o quadro geral do paciente.

Para tanto, é imprescindível o acompanhamento médico e psicológico para determinar as causas do problema e definir o tratamento adequado para cada ocasião — cuidando tanto dos sintomas quanto das origens do estresse.

O tratamento poderá ser efetuado por meio da psicoterapia ou pela ação de medicamentos. Há casos em que a combinação de ambos os métodos mostra-se eficaz, mas tudo dependerá da análise efetuada pelo médico responsável. Nunca se automedique!

Os sintomas do estresse são um indicativo de algo está errado com nosso corpo. Esses sinais não devem ser ignorados e a ajuda médica deve ser procurada assim que possível, diminuindo o agravamento do problema e o possível desenvolvimento de doenças inesperadas.

Se você gostou do nosso texto, não deixe de ler também nosso artigo sobre 5 dicas de bem-estar para quem não tem tempo de se cuidar!

pomada canela de velho

Sobre o autor

Rodrigo Fávaro

Administrador de empresas com pós-graduação em Matemática Financeira e MBA de Gestão do Varejo Farmacêutico (CPDEC).

Cerca de 8 anos atrás, fui diagnosticado com uma doença autoimune, chamada Doença de Chron, a partir deste dia vi o quanto é importante ter nossa saúde em dia.
Isso foi o gatilho para meu maior propósito: Ajudar outras pessoas a cuidarem de sua Saúde e Qualidade de vida.

Deixar comentário.

Share This