Alimentação

Será que você tem intolerância lactose? Veja os sintomas

mulher com desconforto abdominal por causa da lactose
Escrito por Rodrigo Fávaro
Testosteron MaxPowered by Rock Convert

Você já sentiu algum desconforto abdominal após consumir um sorvete, iogurte, brigadeiro ou tomar um copo de leite? Pois saiba que isso pode ser um sinal de que você tem intolerância à lactose.

Segundo o Ministério da Saúde, esse problema já atinge 70% dos adultos no Brasil, sendo que em quase todos os ambientes encontramos alguém que sofra com esse tipo de intolerância. Outras vezes, muitas pessoas passam mal e nem imaginam que o motivo é o consumo de leite e produtos lácteos.

Quer descobrir mais sobre a intolerância à lactose e quais são os seus sintomas? Continue a leitura e verifique se você sofre desse problema.

O que é a intolerância à lactose?

A intolerância à lactose trata-se de uma deficiência na produção de lactase no organismo. Ela é a enzima responsável por digerir a lactose, um tipo de açúcar presente no leite e em seus derivados.

Essa deficiência pode ser genética, desenvolvida por alguma doença intestinal ou até mesmo surgir com o avançar da idade, quando o corpo pode diminuir a produção dessa enzima.

Quais são os sintomas?

Na intolerância à lactose, esse açúcar não é quebrado em glicose e galactose, que é o processo normal de sua digestão. Assim, as moléculas de lactose não digeridas são fermentadas em ácido lático e provocam sintomas gastrointestinais, os quais começam a se manifestar de trinta minutos a três horas após o consumo de alimentos e bebidas que contém esse tipo de açúcar.

Entre os principais sintomas da intolerância estão:

Emagrecedor natural redullexPowered by Rock Convert
  • diarreia: em que as fezes mal formadas são uma maneira que o corpo encontra em eliminar mais rapidamente a lactose e ácido lático do sistema digestivo;
  • náuseas e vômito: em casos mais severos de intolerância à lactose esse açúcar provoca sintomas gástricos imediatos, o que significa que o corpo realmente não tolera a sua permanência no sistema digestivo;
  • dores abdominais: a fermentação da lactose resulta na produção de gases que provocam muita dor, situação chamada de cólica intestinal;
  • inchaço: tanto os gases produzidos como a própria irritação do intestino provocam esse sintoma.

Esses são os sintomas mais comuns da intolerância à lactose. No entanto, é importante frisar que alguns sintomas diferentes podem ocorrer, como a prisão de ventre. Além disso, a intensidade dos sintomas também variam, o que depende do grau de intolerância e do nível de produção de lactase de cada organismo.

Como tratar a intolerância à lactose?

São diversos os alimentos que contêm lactose, desde os conhecidos achocolatados, tortas e doces com leite condensado, queijo, margarina, biscoitos e até salame.

Fazer uma restrição alimentar que exclua todas as comidas que possuam esse açúcar é uma forma efetiva de evitar os sintomas desagradáveis da intolerância à lactose. Entretanto, essa é uma tarefa muito difícil de se cumprir.  

Assim, você pode contar com um artifício: os substitutos enzimáticos de lactase. Essas enzimas são encontradas nas farmácias e podem ser adicionadas diretamente no alimento, durante o seu preparo, ou consumidas na forma de cápsulas, sachês diluídos ou comprimidos mastigáveis antes de ingerir leite e derivados.

Conheça o LacDay, enzima responsável pela hidrólise da lactose, auxiliando os intolerantes á lactose a consumir alimentos á base de leite, você pode comprar o LacDay, em nossa loja virtual.

A intolerância à lactose não tem cura, mas pode ser facilmente contornada com uma dieta adequada e uso de substitutos enzimáticos. Para que você receba as melhores orientações de como proceder ao descobrir esse problema, não deixe de procurar ajuda de um profissional especializado sobre o assunto.

Gostou do nosso post? Então curta a nossa página do Facebook e fique sempre por dentro dos melhores conteúdos!

Ossodex fonte de cálcioPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Rodrigo Fávaro

Administrador de empresas com pós-graduação em Matemática Financeira e MBA de Gestão do Varejo Farmacêutico (CPDEC).

Cerca de 8 anos atrás, fui diagnosticado com uma doença autoimune, chamada Doença de Chron, a partir deste dia vi o quanto é importante ter nossa saúde em dia.
Isso foi o gatilho para meu maior propósito: Ajudar outras pessoas a cuidarem de sua Saúde e Qualidade de vida.

Deixar comentário.

Share This