Saúde

Quais são os tipos de insulina e para que servem? Confira!

Escrito por Rodrigo Fávaro
vitaone cabelos e unhasPowered by Rock Convert

Para os diabéticos, entender sobre os diferentes tipos de insulina é fundamental para controlar a glicemia de forma adequada. Afinal, fazer o tratamento corretamente é o segredo para  conviver melhor com a doença e ter mais qualidade de vida.

A seguir, apresentamos o que você precisa saber sobre a insulina e seus diferentes tipos. Continue conosco e descubra quais são eles!

O que é insulina? 

A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas para controlar os níveis de glicose no sangue. Quando essa função não é desempenhada de forma correta, ela deixa de ser produzida, fazendo com que ocorra o diabetes. Assim, o paciente passa a ter a necessidade de utilizar insulina sintética para controlar o índice glicêmico. 

Quais são os tipos de insulina? 

Existem diversos tipos de insulina, os quais variam quanto ao tempo de início de ação para diminuir o nível de açúcar no sangue  o pico, que é quando os efeitos se tornam mais intensos , e a duração. 

Insulina de ação curta

Antes classificada como insulina regular, a insulina de ação curta começa a agir bem rápido, mas sua ação não dura muito. Ela pode ser usada para controle rápido da glicose, na hora da refeição. O efeito começa a surgir entre 30 a 60 minutos após a injeção, com pico em 3 ou 4 horas, e seu tempo de ação tem em torno de 6 a 8 horas. 

Insulina de ação rápida

Essa é a melhor opção para quando você precisa comer e não quer esperar muito tempo para isso. A insulina de ação rápida começa a baixar a glicemia em 5 a 15 minutos após a injeção, com pico de ação entre 60 a 90 minutos e duração mais curta, de 3 a 5 horas. 

Powered by Rock Convert

Com um padrão muito semelhante à ação da insulina produzida por um pâncreas normal, a insulina de ação rápida oferece maior liberdade para comer quando o paciente deseja, é menos propensa a quadros de hipoglicemia e não permanece no corpo depois que a glicose ingerida na refeição é absorvida.   

Insulina de ação prolongada

No sentido oposto às anteriores, a insulina de ação prolongada leva de 6 a 8 horas para começar a agir, com pico somente após 12 a 18 horas da aplicação e duração de até 24 horas. 

Assim, ela proporciona um nível baixo e constante de insulina com apenas uma injeção por dia. Para pacientes com diabetes tipo 1 é preciso complementar com doses de insulina de ação rápida durante as refeições. Para os com diabetes tipo 2, no entanto, somente ela já é suficiente, ainda mais quando associada a medicamentos

Insulina de ação intermediária

Com efeitos intermediários em comparação à insulina de ação curta e de ação prolongada, seus picos são maiores que a última opção citada e atendem melhor a necessidade de pessoas que precisam de maior quantidade de insulina. 

De aparência turva, devido aos aditivos adicionados para prolongar seu efeito, a insulina de ação intermediária atinge seu ponto máximo em 12 horas e permanece no organismo por até 24 horas. Sendo assim, ela proporciona uma boa manutenção de insulina durante o dia, mas também precisa ser combinada com doses de ação curta durante as refeições. 

Gostou de descobrir mais sobre os tipos de insulina? Agora que você já está mais familiarizado com as diferentes classes e suas formas de ação, ficará muito mais fácil saber qual o momento certo de utilizar cada uma delas e, dessa forma, cuidar bem da sua saúde.  

 

inalador ultrassônico respiramaxPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Rodrigo Fávaro

Administrador de empresas com pós-graduação em Matemática Financeira e MBA de Gestão do Varejo Farmacêutico (CPDEC).

Cerca de 8 anos atrás, fui diagnosticado com uma doença autoimune, chamada Doença de Chron, a partir deste dia vi o quanto é importante ter nossa saúde em dia.
Isso foi o gatilho para meu maior propósito: Ajudar outras pessoas a cuidarem de sua Saúde e Qualidade de vida.

Deixar comentário.

Share This