Saúde

O que eu preciso saber sobre o tratamento de disfunção erétil?

homem preocupado com disfunção eretil
Escrito por Rodrigo Fávaro

Falar sobre problemas que envolvem a vida sexual é algo complicado para muitas pessoas, por isso o assunto ainda é considerado um tabu.

No entanto, buscar ajuda é necessário, especialmente no caso de impotência sexual, condição que afeta a qualidade de vida e relacionamento de um casal de forma definitiva. Está nessa situação? Então você precisa conhecer qual é o tratamento de disfunção erétil!

Neste artigo, fizemos um compilado com as principais informações acerca dessa doença, incluindo causas, fatores de risco, quando buscar ajuda profissional e tratamentos disponíveis para acabar com esse problema. Continue a leitura e tire suas dúvidas!

O que é disfunção erétil?

A disfunção erétil, ou impotência sexual, é a incapacidade ou dificuldade de conseguir e manter o pênis rígido para ter uma relação sexual, o que ocorre em pelo menos metade de todas as tentativas.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), 50% dos homens brasileiros com mais de 40 anos apresentam algum grau de impotência.

Quais são as suas causas?

Para obter uma ereção, diversos tecidos e órgãos atuam em sintonia. Portanto, se uma dessas estruturas ou um conjunto delas estão desequilibradas, a impotência acontece.

Entre os fatores que desencadeiam a disfunção erétil, estão:  

  • distúrbios psicológicos: como estresse e ansiedade, que dificultam a conquista de uma ereção;

  • doenças hormonais: como diabetes e baixos níveis de testosterona — o hormônio masculino;

  • doenças vasculares: que provocam o entupimento das veias e artérias e afetam a chegada de sangue ao pênis;

  • consumo excessivo de medicamentos: os quais resultam em distinção erétil como efeito colateral.

Quais são os fatores de risco?

Os principais fatores de risco para a disfunção erétil são os mesmos de outras doenças cardiovasculares. São eles:

  • hipertensão arterial;

  • diabetes;

  • colesterol e triglicérides elevados;

  • obesidade;

  • sedentarismo;

  • tabagismo;

  • consumo excessivo de álcool.

Isso acontece porque a chegada de um fluxo considerável de sangue ao pênis é essencial para que ele fique ereto. Se a circulação está comprometida, todo o processo é dificultado.

Além disso, fatores emocionais que afetam a autoconfiança do homem aumentam consideravelmente os riscos de sofrer de disfunção, entre elas o desemprego, problemas financeiros, o luto e outros.

Quando buscar ajuda médica?

Todo homem vai passar por uma falha eventual na ereção pelo menos uma vez na vida. Isso não significa que ele sofre de impotência sexual. Para ser classificado como doença, o problema deve ser recorrente e acontecer, no mínimo, em 50% das tentativas de ereção.

Nesses casos, buscar a ajuda de um médico urologista é indispensável para definir um diagnóstico, encontrar as causas que desencadeiam o problema e receber o tratamento mais indicado para cada caso.

Quais são os tratamentos disponíveis no mercado?

Agora que você sabe sobre o que se trata a doença, quais são as causas e fatores de risco, provavelmente restou a dúvida sobre os tipos de tratamentos que são indicados para reverter o problema, não é mesmo? Confira a seguir quais são eles.

Medicamentos orais

Medicamentos da classe inibidores da fosfodiesterase tipo 5, como o sildenafila, tadalafila e vardenafila, são os mais utilizados no tratamento de disfunção erétil.

Seu mecanismo de ação acontece por meio da vasodilatação e estímulo da chegada de sangue ao pênis. As marcas mais conhecidas disponíveis nas farmácias são o Cialis e o Viagra.

Injeções

As injeções penianas são uma alternativa quando a medicação oral não é suficiente para solucionar a impotência. A substância injetada é vasodilatadora e produz efeitos imediatos, com início de uma ereção em cerca de 5 minutos. Ao contrário do que muitos imaginam, esse tratamento não é doloroso.

Próteses penianas

Como último recurso, as próteses, também chamadas de implantes penianos, são estruturas de silicone introduzidas cirurgicamente no pênis que fornecem a rigidez necessária ao órgão e devolvem ao homem a sua satisfação sexual.

O tratamento de disfunção erétil é algo possível e fácil de conquistar. Basta procurar ajuda médica para receber a indicação mais adequada para seu caso e, assim, recuperar a capacidade de manter uma relação sexual, sentir prazer e ter um relacionamento saudável com a sua parceira.

Quer descobrir mais sobre a disfunção hormonal? Leia nosso artigo sobre o tema e informe-se sobre esse problema que afeta muitas pessoas.

 

banner omega 3Powered by Rock Convert

Sobre o autor

Rodrigo Fávaro

Administrador de empresas com pós-graduação em Matemática Financeira e MBA de Gestão do Varejo Farmacêutico (CPDEC).

Cerca de 8 anos atrás, fui diagnosticado com uma doença autoimune, chamada Doença de Chron, a partir deste dia vi o quanto é importante ter nossa saúde em dia.
Isso foi o gatilho para meu maior propósito: Ajudar outras pessoas a cuidarem de sua Saúde e Qualidade de vida.

Deixar comentário.

Share This