Alimentação Saúde

Maternidade: 8 primeiros cuidados com o bebê

Pais com bebê recém nascido
Escrito por Alexandra Freitas

A maternidade é um incrível momento para as mulheres! No entanto, para as mães de primeira viagem há sempre aquela insegurança muito comum acerca dos primeiros cuidados com o bebê.

Quando recém-nascida, a criança precisa de uma dedicação maior, desde a atenção com a alimentação até com as roupinhas que veste — tudo isso em prol do seu desenvolvimento saudável e adequado.

Que tal saber quais são essas recomendações? O post a seguir mostrará 8 cuidados essenciais que toda mãe precisa ter com o bebê quando ele ainda está na fase de recém-nascido. Continue a leitura e acompanhe!

1. Teste do pezinho: fundamental no nascimento

O teste do pezinho é o primeiro exame médico feito no bebê, logo quando ainda está na maternidade. Com um pequeno furinho no pé, o sangue da criança é colhido para que testes sejam realizados, a fim de detectar precocemente algumas doenças sérias ou problemas em seu desenvolvimento. 

2. Amamentação: um dos fatores mais importantes da maternidade

O leite materno é o principal e único alimento que a criança precisa desde o dia que nasce até os 6 primeiros meses de vida. Por isso, a mãe precisa estar sempre atenta e disponível para o momento em que o bebê quiser mamar.

O processo é muito natural e praticamente instintivo para o recém-nascido, então não há muito com o que se preocupar. No entanto, é importante que a mãe se alimente de forma saudável e beba bastante água, para ter sempre um leite nutritivo e disponível.

3. Roupinhas: a importância do vestuário adequado

Qual mamãe não quer ver seu bebê recém-nascido lindo, seja durante as visitas na maternidade ou na volta para casa? São inúmeras as opções de roupinhas, mas é importante que elas sejam as mais adequadas para essa fase.

Um dos primeiros cuidados com o bebê é em relação aos materiais. Por isso, preze sempre por roupas confeccionadas em 100% algodão. Isso evita algum tipo de reação alérgica causada por tecidos sintéticos, ou que a pele do recém-nascido seja agredida.

Ao contrário do que muitos pensam, também não é necessário agasalhar em excesso! Vista o bebê por camadas. Por exemplo, se você está usando uma camiseta comum, ele precisa apenas de um casaco. Assim, sempre coloque uma camada a mais do que um adulto está vestindo.

4. Higiene: primeiros cuidados com o bebê e visitas

O bebê precisa estar sempre bem protegido de bactérias e sujeiras, as quais ele estará exposto naturalmente.

Além disso, os banhos são momentos de insegurança para as mães, mas é natural: eles vão chorar, e isso faz parte do processo. Então não se preocupe!

Quanto às visitas, é necessário um cuidado especial. Todo mundo que ver o bebê e pegá-lo no colo. Porém, o recomendável é que só a mãe e o pai peguem —, mas isso é uma questão pessoal.

Se você pretende deixar, é importante certificar se as pessoas que forem visitar o recém-nascido estão com roupas e mãos limpas. Além disso, ofereça sempre um sabonete líquido, álcool em gel e paninhos para forrar o colo de quem quiser pegá-lo.

5. Brincos: é necessário cuidado

É muito comum que as meninas tenham as orelhinhas furadas ainda recém-nascidas. Porém, é preciso que isso seja feito da melhor maneira possível.

A maioria das maternidades oferece esse serviço lá mesmo, feito por enfermeiras experientes. Portanto, prefira fazer no hospital! É uma garantia de que o procedimento será realizado por pessoas especializadas.

6. Shampoo: não precisa ter perfume

Quando o bebê é ainda recém-nascido, não existe a necessidade de comprar um shampoo indicado para cabelos cacheados ou lisos, por exemplo. Nessa fase, nem mesmo os produtos com perfume são indicados para uso.

Sendo assim, o ideal é usar shampoos sem perfume (neutro) para lavar os cabelos do pequeno. Assim, é possível evitar que ele desenvolva algum tipo de alergia devido aos extratos e outros componentes presentes na composição do cheiro.

7. Hidratante: invista no neutro

Os pediatras não indicam o uso de hidratantes em recém-nascidos. Isso porque ainda não há necessidade de utilizá-lo nessa fase da vida.

Vale ressaltar, ainda, que ele só pode ser aplicado em casos extremos, como quando é desenvolvido uma dermatite atópica, ressecamento da pele ou por condições ambientais. Para essas situações, a mamãe deve usar produtos neutros, no entanto, é preciso passá-lo até três minutos depois do banho para garantir a sua eficácia.

8. Perfume: evite esse produto

Como explicamos, na hora da higiene, o ideal é não usar perfume no bebê. Além de uma questão de saúde, não é necessário! Afinal, o simples fato do recém-nascido estar limpinho já garante um cheiro muito bom.

Lembre-se que, dependendo do produto, a criança pode sofrer irritações respiratórias ou na pele ou, até mesmo, desenvolver algum tipo de alergia. O máximo que pode ser feito é passar o perfume na roupa da criança, mas, claro, em uma quantidade mínima.

Bônus: dicas para prevenir doenças

Depois de entender quais são os principais cuidados que a mamãe precisa ter com o seu bebê, trouxemos algumas dicas extras para prevenir doenças no pequeno. Vamos lá?

Ter cuidado com as visitas

Visitas são sempre bem-vindas, entretanto, elas precisam saber se portar para garantir a segurança do bebê. Por isso, sempre tenha álcool em gel por perto para que as pessoas possam usar antes de pegá-lo. Além disso, também é importante que elas evitem ficar beijando a criança e, caso elas estejam resfriadas, é melhor remarcar o encontro.

Fazer o aleitamento materno

O leite materno é o principal responsável por transmitir anticorpos para o bebê e, por isso, ele não deve ser deixado de lado. O alimento ajuda a fortalecer o sistema imunológico da criança, evitando o seu adoecimento.

Assim, até os seis meses de idade, o bebê não precisa ingerir outros de tipos de alimento, apenas o leite materno já é o suficiente para que ele adquira força e disposição.

Vacinar o bebê corretamente

Além da amamentação adequada, o bebê também precisa ser vacinado corretamente. É por meio desse cuidado que ele ficará protegido contra enfermidades graves, que podem colocar em risco o seu bem-estar e qualidade de vida. Ademais, as vacinas também são importantes para evitar surtos de doenças contagiosas.

Lavar as mãos antes de interagir com o bebê

Boa parte das doenças infecciosas sãos transmitidas pelas mãos, por esse motivo, é essencial mantê-las limpas constantemente, principalmente na hora de pegar o bebê no colo. Mais uma vez, é preciso ressaltar a necessidade de ter à sua disposição os produtos de higiene para garantir a limpeza completa.

Com essas dicas de primeiros cuidados com o bebê ficará muito mais fácil lidar com essa fase tão especial. Afinal, as precauções com o recém-nascido são fundamentais para a sua saúde e desenvolvimento. 

Agora que você já está por dentro deste assunto, compartilhe o artigo nas suas redes sociais para conscientizar outras mamães dos primeiros cuidados com o bebê, que são tão importantes nessa fase.

ômega 3
banner whey protein

Sobre o autor

Alexandra Freitas

Farmacêutica, formada na Universidade Federal de Alfenas, com especialização em Homeopatia e Mecanismo de ação dos Fármacos.

Escolhi a profissão de farmacêutica pois acredito na transformação que a farmácia pode fazer na vida das pessoas, tanto no sentido da saúde quanto no da esperança.

Deixar comentário.

Share This