Estética

Cosméticos ou dermocosméticos? Entenda as diferenças!

mulher passando cosméticos e dermocosméticos
Escrito por Juliana Delgado
secador dobravel gama italy eolicPowered by Rock Convert

Você sabia que cosméticos e dermocosméticos não são a mesma coisa? Embora muitas pessoas pensem que não há diferenças entre essas duas categorias de produto, a verdade é que eles são distintos em muitos aspectos, e que devem ser conhecidos para que a melhor opção seja escolhida, afinal, nossa pele merece cuidados especiais.

Por esse motivo, preparamos este post para apresentar a você os principais pontos que diferenciam esses produtos e abordar outras questões relevantes sobre o tema. Acompanhe a leitura!

Quais as diferenças dos cosméticos para os dermocosméticos?

Podemos chamar de dermocosméticos os produtos que apresentam componentes com variadas funções, ou seja, que ao mesmo tempo podem tratar dois problemas da pele — manchas e linhas de expressão, por exemplo.

A Anvisa os classifica como de grau II, pois apesar de serem cosméticos, passam por diversos testes em laboratório, além de precisarem de uma aprovação científica e serem compostos por princípios ativos em maior concentração, que realmente funcionam. 

Toda a tecnologia empregada e pesquisas realizadas para a criação desses produtos influenciam no seu preço final. Por isso, os valores costumam ser mais elevados.

Já os cosméticos têm uma eficácia mais baixa, visto que os componentes estão em quantidades reduzidas e os investimentos são menores. Dessa forma, agem apenas nas camadas mais superficiais da pele, proporcionando resultados imediatos, porém, momentâneos.

Quais as vantagens que os dermocosméticos proporcionam?

Uma das maiores vantagens dos dermocosméticos está ligada ao fato de eles serem testados e aprovados pela Anvisa, o que os tornam muito mais seguros. Sem contar que são considerados também intermediários entre cosméticos e medicamentos, aspecto que tem bastante influência na sua eficácia.

eucerin antipigmentPowered by Rock Convert

No entanto, os benefícios não se resumem só nisso. Abaixo, elencamos outros pontos de destaque desses produtos. Veja: 

  • regeneram a fisiologia cutânea;

  • aumentam a elasticidade e hidratam a pele;

  • ajudam a manter a pele saudável e protegida de agentes erosivos (sol, poluição, suor etc);

  • contribuem para a prevenção do envelhecimento celular.

Qual a importância de cuidar da pele?

Cuidar da pele não é apenas uma questão estética, pois envolve saúde também. Com a adoção de uma rotina adequada de cuidados, além de prevenir manchas, acne, linhas de expressão, também é possível evitar o surgimento de doenças, como o câncer cutâneo.

Assim, o uso do protetor solar é o principal produto que atua na proteção contra os raios UVA e UVB, que são extremamente maléficos. 

Por que buscar recomendações de um dermatologista?

O dermatologista antes de prescrever qualquer produto, considera todos os aspectos da pele para que o tratamento tenha mais chances de dar os resultados esperados. Esse profissional  também têm amplo conhecimento sobre diversas marcas e poderá indicar dermocosméticos com boa procedência, fator fundamental para evitar a ocorrência de prejuízos para a derme.

Os cosméticos e dermocosméticos apresentam a finalidade de cuidar da pele, porém, a ação, eficácia e o resultados de ambos são distintos. Desse modo, um dermatologista deverá avaliar as características da sua derme para que o produto certo seja indicado.

E aí, gostou deste post? Então aproveite para entrar em contato conosco e conheça todos os cosméticos e dermocosméticos que temos à sua disposição!

 

rexona now unitedPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Juliana Delgado

Farmacêutica Farmácia Bigfort Bebedouro

Deixar comentário.

Share This