Saúde

Como funciona o tratamento da sinusite? Entenda aqui

mulher com sinusite
Escrito por Rodrigo Fávaro
vitaone cabelos e unhasPowered by Rock Convert

 

Sensação de pressão na cabeça, tosse, obstrução do nariz e febre são alguns sintomas da condição caracterizada pela inflamação da mucosa dos seios da face. Por apresentar variações, o tratamento da sinusite depende das particularidades observadas.

Além disso, o problema é diferente da rinite, uma doença respiratória ocasionada pelo processo inflamatório no interior da cavidade nasal. Para esclarecer alguns aspectos importantes sobre a sinusite, preparamos este post. Ficou interessado? Então continue a leitura!

Quais os tipos e causas da sinusite?

A sinusite é dividida em três categorias principais. A seguir, explicamos um pouco sobre cada uma.

Aguda

Duram até 4 semanas e costumam responder bem aos tratamentos. Em geral, é causada por gripes e alergias.

Crônica

Ocorre quando os sinais permanecem por mais de 12 semanas. A sinusite crônica é mais arriscada para o paciente, uma vez que, como os sintomas permanecerem por mais tempo, as chances de complicações também são maiores. 

Recorrente

Surge três ou mais vezes ao longo de um ano, e dura de 7 a 12 dias. Após esse período, os sintomas ficam completamente ausentes.

Causas

Esse problema pode surgir a partir de diversos fatores. Conheça a seguir!

  • mudanças de temperatura;

  • infecção por bactérias, fungos ou vírus do tipo rinovírus, parainfluenza e influenza;

  • agentes alérgenos — pólen, perfumes, fumaça de cigarro, poeira etc.

Que fatores são considerados de risco?

Algumas condições, listadas a seguir, aumentam as chances de uma pessoa desenvolver a sinusite. São elas:

  • alergia: quando o corpo apresenta um processo alérgico, os seios nasais podem ser obstruídos e, com isso, desencadear a sinusite;

  • infecções respiratórias: enfermidades que afetam o trato respiratório, dificultam a eliminação do muco e favorecem proliferação de bactérias;

  • desvio de septo: com o desalinhamento da parede do nariz, o seio nasal é prejudicado.

Como é feito o diagnóstico do problema?

O diagnóstico da sinusite é obtido por meio de uma análise física e avaliação de sintomas. Além disso, o médico pode solicitar exames mais precisos para avaliar as cavidades nasais e verificar a presença de inflamação e obstrução, típicas desse problema.

Qual o tratamento da sinusite?

O tratamento da sinusite deve ser feito baseado em orientação médica, uma vez que medidas inadequadas podem agravar o quadro. Veja as condutas mais comuns!

Lavagem nasal

Consiste na utilização de soro fisiológico ou de uma solução salina para higienizar o nariz, facilitar a eliminação de secreções nasais e descongestionar os seios da face. A lavagem deve ser realizada diariamente, servindo tanto para sinusite aguda quanto crônica.

Powered by Rock Convert

Corticoides nasais

Esse tipo de medicamento é aplicado diretamente na cavidade nasal, com o objetivo de combater a inflamação causada pela sinusite. Trata-se de um tratamento seguro, pois não passa pela corrente sanguínea, o que minimiza as chances de efeitos colaterais.

Antibióticos

Usados apenas para tratar sinusite de origem bacteriana. Nesse tipo de tratamento, é fundamental utilizar o medicamento adequadamente, pelo tempo necessário, para evitar que as bactérias fiquem resistentes e tornem a resposta do organismo ineficaz.

Descongestionantes

Como o próprio nome já diz, são remédios com a função de descongestionar os seios nasais. No entanto, precisam ser usados por poucos dias para não piorar o quadro, devido ao chamado “efeito rebote”.

Dessa forma, o tratamento da sinusite deve ser realizado assim que o problema for detectado, de modo a evitar complicações como a obstrução das veias da pálpebra, abcessos e trombose. Portanto, na presença dos sintomas, não deixe de procurar um médico otorrinolaringologista.

E aí, gostou deste post? Então, compartilhe-o em suas redes sociais para que seus amigos também saibam mais sobre a sinusite. Até a próxima!

 

inalador ultrassônico respiramaxPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Rodrigo Fávaro

Administrador de empresas com pós-graduação em Matemática Financeira e MBA de Gestão do Varejo Farmacêutico (CPDEC).

Cerca de 8 anos atrás, fui diagnosticado com uma doença autoimune, chamada Doença de Chron, a partir deste dia vi o quanto é importante ter nossa saúde em dia.
Isso foi o gatilho para meu maior propósito: Ajudar outras pessoas a cuidarem de sua Saúde e Qualidade de vida.

Deixar comentário.

Share This