Saúde

Alergias respiratórias: quais as principais e como tratá-las?

familia com alergia respiratória
Escrito por Rodrigo Fávaro
vitaone cabelos e unhasPowered by Rock Convert

As alergias respiratórias acometem pessoas de todas as idades e costumam estar associadas às mudanças climáticas, níveis elevados de poluição no ar e alérgenos como ácaros, fungos ou pelos de animais. São problemas comuns que afetam as vias responsáveis pela respiração e outras estruturas dos pulmões.

Os sintomas são bastante incômodos, prejudicam negativamente a qualidade de vida e, quando não tratados adequadamente, podem agravar o quadro alérgico. Dada a relevância do assunto, preparamos este post para informar você sobre as principais alergias respiratórias e suas formas de tratamento.

Quer saber mais? Então, continue a leitura!

Rinite

Segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), a rinite afeta 30% dos adultos brasileiros. Ela ocasiona a inflamação da mucosa que reveste o nariz, devido à resposta imunológica exagerada do organismo após o contato com o agente alergênico.

Entre os principais sintomas podemos destacar a coriza nasal, ardor e coceira nos olhos, diminuição do olfato e paladar, entupimento do nariz e espirros frequentes.

Prevenção

Para prevenir a rinite alérgica é necessário tomar cuidados especiais que ajudem a combater os alérgenos. São eles:

  • evitar o acúmulo de poeira em móveis, tapetes, carpetes, cortinas etc.;

  • manter a casa sempre limpa e arejada;

  • evitar o contato com cheiros fortes e mofo;

  • trocar com frequência as fronhas e colchas de cama.

Tratamento

Para tratar o problema é recomendado, além da manutenção da higiene ambiental, realizar a lavagem das narinas com soro fisiológico e fazer o uso de anti-histamínicos — medicamentos antialérgicos — que causam a constrição dos vasos nasais e aliviam os sintomas.

Asma

É uma doença crônica que ocasiona a inflamação, o estreitamento e inchaço das vias respiratórias. Também ocorre a produção excessiva de muco, que obstrui a passagem do ar e gera dificuldade para respirar — principal sintoma da patologia.

Podem ser observados, também, chiados durante a respiração e tosse — mais comum à noite.

Prevenção

Embora ainda não haja uma forma efetiva de prevenir a asma, algumas medidas contribuem para evitá-la. Veja:

  • não fumar ou ficar próximo da fumaça produzida pelo cigarro;

  • preocupar-se com a ventilação do ambiente;

  • manter a boa higiene dos locais que frequenta;

  • evitar proximidade com animais que soltam pelo.

Tratamento

Por ser uma enfermidade crônica, o tratamento é constante e baseado no uso de medicamentos específicos como os broncodilatadores — presentes nas famosas “bombinhas”. Para asma de origem alérgica pode ser necessário o uso de anti-histamínicos.

Bronquite

Essa alergia pode ser facilmente confundida com a asma por apresentar sintomas parecidos. Entretanto, é uma condição que se caracteriza pela presença de um muco que reveste os tubos respiratórios e brônquios, o que ocasiona inflamação, excesso de tosse e dificuldade para respirar.

Outros sinais comuns incluem dor de cabeça, desconforto na garganta, rouquidão e febre baixa.

Prevenção

Para se prevenir é fundamental ter os seguintes cuidados:

Powered by Rock Convert
  • evitar fumar;

  • vacinar-se, já que a doença pode ser desencadeada pelo vírus Influenza;

  • lavar as mãos várias vezes ao dia e higienizá-las com álcool em gel.

Tratamento

Para tratar a bronquite é preciso beber bastante líquido, ter descanso pleno, tomar expectorante (se a tosse tiver secreção) e medicamentos para febre/dor de cabeça.

Sinusite

É um quadro de inflamação das mucosas que revestem as cavidades ósseas da face — os seios faciais. Os sintomas são muito parecidos com os de uma gripe: febre, tosse, dor de cabeça, secreção nasal, entre outros. 

A prevenção inclui as seguintes medidas:

  • tratar corretamente gripes e resfriados;

  • evitar contato com poluição;

  • cuidar da saúde para fortalecer o sistema imunológico.

Tratamento

Para tratar a bronquite pode ser necessário o uso de corticoides, antibióticos, sprays nasais e antialérgicos. A utilização de soro fisiológico também ajuda a descongestionar os seios da face.

Perceba, então, que as alergias respiratórias precisam ser levadas a sério para evitar complicações. O ideal é procurar a orientação médica diante de qualquer sintoma e evitar a automedicação.

E aí, gostou deste post? Então, aproveite para conhecer nosso site e saber tudo o que as Farmácias Bigfort têm a oferecer para seus clientes!

 

inalador ultrassônico respiramaxPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Rodrigo Fávaro

Administrador de empresas com pós-graduação em Matemática Financeira e MBA de Gestão do Varejo Farmacêutico (CPDEC).

Cerca de 8 anos atrás, fui diagnosticado com uma doença autoimune, chamada Doença de Chron, a partir deste dia vi o quanto é importante ter nossa saúde em dia.
Isso foi o gatilho para meu maior propósito: Ajudar outras pessoas a cuidarem de sua Saúde e Qualidade de vida.

Deixar comentário.

Share This