Saúde

Afinal, qual a diferença entre gripe e resfriado? Saiba aqui!

Escrito por Rodrigo Fávaro

Quando chega o inverno e bate aquele mal-estar, com um mix de nariz entupido, dor de garganta e de cabeça, muitas vezes declaramos a famosa frase: “acho que é a gripe!”.

Todavia, existe um grande equívoco nessa afirmação, já que, na maioria das vezes, o vírus que está trazendo todos esses problemas é o do resfriado. Como são dois tipos de doenças respiratórias, há muitas semelhanças entre eles, mas também algumas diferenças que os distinguem.

Quer saber como diferenciar uma gripe de um resfriado e conhecer o tratamento mais adequado para cada um? Separamos tudo sobre o assunto neste artigo! Vamos conferir?

Quais são os sintomas de cada tipo?

Apesar das semelhanças nos sintomas, existem algumas divergências. Confira quais são as principais, a seguir!

A gripe

Também chamada de influenza sazonal, a gripe apresenta sintomas que incluem febre alta, dores musculares, dor de garganta, cefaleia, tosse seca e coriza.

O sintoma que causa a maior preocupação é, certamente, a febre — que pode ser bem alta e durar até três dias. A tosse e a coriza vão aumentando com a evolução da doença e permanecem, em média, até cinco dias após o fim da febre.

Além disso, em alguns casos de gripe, pode ocorrer a evolução da doença para situações mais graves, como uma pneumonia ou uma sinusite bacteriana — as quais podem resultar até mesmo na necessidade de internação do enfermo.

O resfriado

Com sintomas parecidos, mas que duram bem menos e são mais brandos que os da gripe, o resfriado atinge, principalmente, o sistema respiratório superior.

Entre os principais sintomas estão: tosse, congestão nasal, coriza, dor de garganta leve e algum desconforto pelo corpo. Casos de febre são pouco comuns e, se presentes, apresentam temperaturas mais baixas. Nesse caso, as complicações também são raras.

Quais são as causas e a forma de transmissão?

Como ambas são doenças virais, o agente causador da gripe é o influenza, que inclui diversos tipos e subtipos de vírus. Já o resfriado é desencadeado por outras espécies — como o rinovírus, a parainfluenza e o vírus sincicial respiratório.

Os agentes que causam a gripe e o resfriado são transmitidos principalmente pelo contato direto com gotículas de saliva e secreções provenientes da tosse e espirro de pessoas doentes.

Ainda nesse contexto, o contágio pode acontecer por meio de superfícies contaminadas, sendo que um vírus continua viável para infecção por até 8 horas no meio ambiente.

Como prevenir esses problemas?

Conhecendo a forma que essas doenças são transmitidas, é possível preveni-las.

Assim, para reduzir os riscos de transmitir ou pegar uma gripe ou um resfriado, é fundamental lavar as mãos sempre, proteger o nariz e a boca ao espirrar ou tossir, não compartilhar objetos (como copos e maquiagens), permanecer apenas em ambientes arejados e evitar, ao máximo, o contato com pessoas que já estão doentes.

Além disso, você pode contar com uma vantagem a mais para a prevenção da gripe: a vacina que é disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para grupos de risco — que inclui pessoas mais vulneráveis às complicações da doença.

Qual é o tratamento da gripe e do resfriado?

O melhor tratamento, para ambas as doenças, consiste em muito repouso e manter a hidratação. É possível, ainda, utilizar alguns medicamentos como anti-inflamatórios, antipiréticos, analgésicos e anti-histamínicos — mas eles não vão curar a doença, pois agem apenas para atenuar os sintomas e fazer com que o enfermo se sinta um pouco melhor.

Existem, ainda, a classe de antivirais, os quais são prescritos apenas em casos mais graves de gripe e que oferecem um risco maior para o paciente. Nesses casos, a consulta com um médico é indispensável.

Gripe e resfriado, portanto, são doenças diferentes que apresentam alguns sintomas comuns — como coriza, tosse e dor de garganta. Ao perceber que está adoecendo, o ideal é ficar atento aos sintomas e cuidar da saúde, buscando o tratamento mais adequado para a cura. Se tiver febre alta e risco de complicações, não hesite em procurar um médico!

Gostou do nosso artigo? Então, dê uma olhada na seção de medicamentos para Gripes e resfriados na nossa loja virtual.

cimegripe
 Expec 

banner omega 3Powered by Rock Convert

Sobre o autor

Rodrigo Fávaro

Administrador de empresas com pós-graduação em Matemática Financeira e MBA de Gestão do Varejo Farmacêutico (CPDEC).

Cerca de 8 anos atrás, fui diagnosticado com uma doença autoimune, chamada Doença de Chron, a partir deste dia vi o quanto é importante ter nossa saúde em dia.
Isso foi o gatilho para meu maior propósito: Ajudar outras pessoas a cuidarem de sua Saúde e Qualidade de vida.

Deixar comentário.

Share This