Saúde

Afinal, como tratar micose?

Pomada para micose
Escrito por Rodrigo Fávaro
vitaone cabelos e unhasPowered by Rock Convert

Se você está com coceira na pele e manchas avermelhadas ou brancas com bordas em crostas, saiba que esses são sinais clássicos da micose. O problema costuma atingir muitas pessoas pelo menos uma vez na vida, é muito incômodo e, para pôr um ponto final nessa situação, saber como tratar micose é fundamental.

supracorp mulherPowered by Rock Convert

Quer conhecer mais sobre essa doença? Neste artigo, reunimos informações relevantes sobre o tema, como sintomas, medidas de prevenção e formas de tratamento. Vamos conferir?

O que é a micose?

Causada por uma infecção fúngica, a micose é uma doença que atinge a pele, as unhas e o couro cabeludo. Esses micro-organismos se proliferam em condições adequadas para sua sobrevivência, que incluem umidade elevada, calor e baixa imunidade do indivíduo.

Existem diversos tipos de micose, no entanto, as três mais comuns são:

  1. Pitiríase Versicolor — que provoca pequenas manchas brancas que descamam e não causam muita coceira, especialmente nos braços, pescoço, tronco e cabeça;  

  2. Tinhas — conhecidas também como pé de atleta, esse tipo de micose pode acontecer em qualquer parte do corpo, com características que incluem placas em crostas que provocam coceira intensa e manchas vermelhas escamosas;

  3. Onicomicoses — as famosas micoses de unha, elas se manifestam inicialmente como uma mancha de cor clara, que se altera, torna-se mais escura e deixa a unha grossa e extremamente frágil.

Como evitar a micose?

Algumas medidas são indispensáveis para prevenir a micose. São elas:

  • não andar descalço em locais públicos, especialmente em banheiros, piscinas e vestiários;

  • evitar usar objetos pessoais de outras pessoas, como toalhas, pincéis de maquiagens e pentes;

  • secar muito bem o corpo após o banho, especialmente áreas de dobras, como entre os dedos, joelhos, cotovelos, virilhas e nas axilas;

  • preferir sempre roupas íntimas e meias de algodão, pois elas não retêm tanto o suor como tecidos sintéticos;

  • não ficar com roupas de banho molhadas por longos períodos;

  • tomar cuidado com locais que tenham animais abandonados, como gatos e cachorros, principalmente na praia.

Quais são os sintomas da micose?

Os sintomas da micose variam conforme o tipo e o local da infecção. Se a doença atinge a sua pele, eles incluem: vermelhidão; manchas vermelhas em alto-relevo; manchas com bordas vermelhas; manchas com bolhas; manchas esbranquiçadas; placas em crostas; escamação e coceira.

Na micose de unha, os sintomas são unhas mais grossas, manchas amareladas e escuras e unhas rachadas. Já se a micose acontecer no couro cabeludo aparecem placas em crostas e queda de cabelos ao redor da lesão.

Quais são os produtos indicados para tratar a micose?

A principal dúvida de muitas pessoas que sofrem com esse problema é sobre como tratar micose da forma mais adequada. Para isso, o recomendado é procurar um médico dermatologista para que ele prescreva o melhor tratamento para cada caso.

Os medicamentos utilizados nesse caso são os antifúngicos, que podem ser administrados tanto por via oral quanto tópica, por um período que varia de paciente para paciente. Por serem mais persistentes, as micoses de unha e couro cabeludo exigem um tratamento com medicamentos orais, como griseofulvina e cetoconazol.

Algumas pomadas, cremes, géis e sprays utilizados para aplicar sobre as micoses de pele são formulados com ativos como clotrimazol e miconazol, que são de venda livre e podem ser comprados sem receita médica diretamente nas farmácias.

Agora que você já sabe como tratar micose, não deixe de investir nos produtos certos! Assim, você vai acabar com esse problema chato que afeta a sua estética, autoestima e qualidade de vida. Venha conhecer a nossa ampla gama de produtos para tratamento de pele agora mesmo!

 

inalador ultrassônico respiramaxPowered by Rock Convert

Sobre o autor

Rodrigo Fávaro

Administrador de empresas com pós-graduação em Matemática Financeira e MBA de Gestão do Varejo Farmacêutico (CPDEC).

Cerca de 8 anos atrás, fui diagnosticado com uma doença autoimune, chamada Doença de Chron, a partir deste dia vi o quanto é importante ter nossa saúde em dia.
Isso foi o gatilho para meu maior propósito: Ajudar outras pessoas a cuidarem de sua Saúde e Qualidade de vida.

Deixar comentário.

Share This